Quem é e quem não é Consultor

O consultor é, essencialmente, um conselheiro. Um ser de ajuda, que remonta ao tempo em que havia os bobos da corte, os únicos que podiam, segundo a tradição, falar o que pensavam e queriam, sem serem enforcados. Contudo, a consistente influência do Cardeal Richelieu, durante o andamento da Guerra dos Trinta Anos (1618-1648), na França, foi um marco histórico. Naquela ocasião, ele, ministro onipotente, convenceu o seu soberano, Luís XIII, a ignorar as queixas da religião católica, na qual o rei foi batizado, para dar espaço aos protestantes e, assim, garantir sua soberania. O também Cardeal Mazarino teve marcante presença como conselheiro, e o mais discutido, analisado e citado Maquiavel traçou as primeiras linhas de um plano ao aconselhar Lourenço de Médici como constituir um principado, governá-lo, fortalecê-lo. Sêneca é outro bom exemplo.

• Consultor é o profissional de Consultoria de Organização e/ou de Consultoria Técnica, que atua ajudando o contratante a identificar, analisar, interpretar problemas sistêmicos ou, simplesmente, pontuais e emergentes, a criar alternativas à solução dessas disfunções, bem como na prospecção de oportunidades e ameaças, prestando serviços de forma independente, associado ou empregado de empresa de consultoria.

•  Seus serviços são sempre temporários nas organizações e pessoas, contratantes ou clientes, visando a melhoria da produtividade, de desempenho dos empregados e das organizações, a fim de alcançar a competitividade, a sustentabilidade e a qualidade de vida das pessoas envolvidas, interna e externamente.