Posso ajustar-me às tendências do mercado?

4 de maio de 2018 3 Por Luiz Affonso Romano

Sim. É o “mantra” do Consultor.
A vigilância sensível e permanente do Consultor ao Mercado é a atitude vital de seu êxito profissional. Ela permite identificar as características do mercado, os sintomas de mudanças, as nuances que as mudanças estão trazendo ao “design” do mercado; analisar esses sintomas, procurando no “design” os novos atores que estão provocando novas tendências originadas daquelas nuances; interpretar a atuação dos novos atores em função das novas tendências reveladas, vislumbrando oportunidades e ameaças voltadas para sua atividade.

Neste ponto o Consultor está de posse dos elementos essenciais para sua decisão sobre ajustar-se ou não a essas tendências reveladas; no caso de ajustar-se, esta decisão deverá ter sido apoiada, necessariamente, em estratégias que maximizem o aproveitamento das oportunidades e as limitações às ameaças. É o Método IAID*.

Uma metodologia simples de busca de novas tendências de mercado, pode ser aqui exemplificada com a automação constante, gerando queda no emprego,  oferta de atividades on-line,  adoção de novas formas de trabalho, de áreas de atuação, queda nas associações formais ( sociedades), tendência de formatação de parcerias por projetos,   diminuição de trabalho desenvolvido em escritórios e no cliente, aumento dos em  home-office…,  demandas que alteraram o mercado mundial.

 Luiz Affonso Romano é consultor organizacional, coach para desenvolvimento em consultoria, professor dos Cursos de Desenvolvimento de Consultores.

*Método IAID- 

Identificar – características do mercado, sintomas e nuances de mudanças;

Analisar– sintomas e nuances e procurar no “design” os novos atores que provocam novas tendências;

Interpretar– atuação dos novos atores em função das novas tendências reveladas; vislumbrar oportunidades e ameaças voltadas para sua atividade; e

Decidir- apoiado, necessariamente, em estratégias que maximizem o aproveitamento das oportunidades e as limitações às ameaças, avaliando com ênfase, vantagens e desvantagens relativas a fatores intangíveis.