O que faz o Consultor?

31 de agosto de 2018

O Consultor ajuda a resolver problemas!

Nisto consiste, na maioria das vezes, a tarefa do Consultor.

Ele atua também como especialista/técnico, para diagnóstico, professor/instrutor, “coach”, orientador, mentor, conselheiro ou assessor. Sejam quais forem os seus papeis e responsabilidades envolvidas, sempre estão ligados, direta ou indiretamente a mudanças organizacionais, à solução de problemas crônicos ou, simplesmente, pontuais e emergentes, ao despertar para novas oportunidades e identificação de ameaças às organizações e pessoas.

O Consultor ajuda a mudar!  

Aliás, o êxito da Consultoria é avaliado pelas mudanças ocorridas com a sua intervenção e em que medida colaboram elas para o encaminhamento da “solução” de um problema- origem, principal motivo da contratação. Mas, afinal, o que seria um Problema– do que realmente se trata?

 O que é um problema?

Um problema é uma situação que incomoda! De fato, porém podemos simplificar dizendo que um problema é uma situação, comportamento, informação, uma realidade A SER MUDADA, já que não estamos satisfeitos  com eles, -uma Situação Atual incômoda e o jeito  é chegarmos à Situação Desejada, bem melhor,  resolvendo-se, assim,  o nosso Problema.

Definir qual é o Problema- o que costuma ser 50% da solução-, porém não é fácil.  Com efeito, o Cliente típico nem sempre sabe exatamente qual é o seu Real Problema, exigindo do Consultor um Diagnóstico– etapa inicial, crítica e importantíssima de toda e qualquer intervenção em consultoria-, a ser elaborado com o Cliente, contratante e o pessoal envolvido, coautores do processo de consultoria.

 

 

 

 

Observe-se que a Situação Atual pode ser reconhecida por meio de entrevista, de pesquisa, de workshop, enquanto a Situação Desejada é muito mais uma postura  “política”: nosso cliente quer assim, é um desejo seu e não uma realidade racional.

Esse é um cuidado que todo Consultor deve ter: não impor a “sua” solução, a partir daquilo que ele prefere, de seus valores, condicionamentos e circunstâncias.

Claro, o Consultor sempre sugere, argumenta, informa, apoia,  mas decisão final, em princípio,  pertence sempre ao Cliente.  Fazer ao contrário pode até subverter a relação de Consultoria e prejudicar a eficácia de sua intervenção.

Luiz Affonso Romano é consultor organizacional, coach para desenvolvimento em consultoria, professor dos Cursos de Desenvolvimento de Consultores- Presencial e Online e coordenador da pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria no Brasil ( edições 2011/12, 2014/15/16, 17 e 18).

——————————————————————————-

Um exercício:

Você foi chamado para participar de um debate na TV acerca do sistema prisional do País.

O que você defenderia?

1ª Alternativa: construir mais presídios federais de segurança máxima.

2ª Alternativa: treinar os carcereiros para aumentar a repressão.

3ª Alternativa: convênios com empresas para capacitar /qualificar e dar trabalho aos detentos.

4ª Alternativa: separar os detentos por faixa etária, anos de condenação e periculosidade.

5ª Alternativa; outra. Qual?

———————————————————————————————-

Na entrevista, http://www.administradores.com.br/podcast/consultor/82   cito aspectos da consultoria, como se tornar consultor e particularidades sobre esse mundo.

Se você que ouviu este podcast  se inspirou a se tornar um consultor, não deixe de conhecer a Pesquisa Perfil das Empresas de Consultoria 2017, pois com ela em mãos estará melhor aparelhado a embarcar nesta jornada.

Confira:  http://bit.ly/pesquisa-perfil-consultoria-2017

Share Button

Leave a reply