Como estruturar um negócio de consultoria III Como se colocar no mercado? | Laboratório da Consultoria

Como estruturar um negócio de consultoria III Como se colocar no mercado?

20 de outubro de 2017

Consolidado seu capital intelectual de base (o qual, cabe ressaltar, deve-se manter em contínua expansão ao longo da carreira), algumas questões pragmáticas se colocam ao consultor quanto ao seu ingresso e posicionamento no mercado.

Forma de atuação. Em primeiro lugar, ele precisa definir como vai atuar: será um profissional liberal, preencherá cargo em uma empresa de Consultoria ou abrirá sua própria? Entre os méritos dessa questão, não sendo funcionário de uma companhia da área, o consultor deve ponderar sobre abrir seu próprio escritório ou trabalhar em home office ou coworking.

Com a praticidade operacional oferecida pela virtualidade dos serviços na era digital da internet, a existência “física” de um espaço específico para o negócio não se faz sempre necessária – e a modalidade do trabalho em casa dispensa gastos com novas instalações físicas e com deslocamento. Além do tempo e do estresse decorrente. Há que se ter disciplina na aproximação da residência ao escritório. Prós e contras.

Mas o profissional pode optar pela aquisição de um outro imóvel por valorizar, por exemplo, dispor de um ambiente formal próprio para reuniões com clientes e interessados – passando a considerar, com isso, os elementos que compõem uma estrutura básica funcional (recepção, computador com acesso à web, linha telefônica comercial, impressora, empregados etc.) e sua regularização como empreendimento nos órgãos públicos.  Aqui, fatores como poder de investimento, perda de horas com deslocamento  e pretensão organizacional são definidores para a escolha adequada.

Além desses dois rumos distintos há a via do coworking, baseado no compartilhamento de um mesmo ambiente de trabalho bem aparelhado por profissionais independentes de ramos diversos – uma alternativa atraente devido ao preço reduzido pelo acesso à  estrutura de escritório coletivizada, elogiada ainda como favorável à produtividade e ao estabelecimento (ou ampliação) de rede de contatos de negócios (networking).

*Curso Introdução à consultoria Online com Luiz Affonso Romano https://lp.administradores.com.br/l/consultoria e      Perfil das Empresas de Consultoria 2014/2015 e 2016 http://laboratoriodaconsultoria.com.br/site/perfil-das-empresas-de-consultoria-no-brasil-2016/

 

 

 

 

Share Button

Leave a reply